CEFEP reúne escolas de fé e política para definir sua nova Coordenação Executiva

O CEFEP promoveu, durante a primeira quinzena de dezembro, uma série de reuniões entre os coordenadores e coordenadoras das Escolas de Fé e Política locais e regionais.

Por questões logísticas, buscou-se organizar os encontros de acordo com a divisão das grandes regiões do país, havendo boa adesão aos convites realizados.

O objetivo dos encontros foi a escolha dos novos representantes regionais, que comporão a nova coordenação executiva do CEFEP, para o período de 2022 a 2025.

Em cada encontro realizado, o Secretário Executivo do CEFEP, Padre Paulo Adolfo, apresentava aos presentes, de maneira geral, o trabalho realizado pela Coordenação Executiva, e os critérios para a escolha dos novos representantes. Os critérios sugeridos foram assim definidos:

  1. Que o representante tenha sido, preferencialmente, aluno do curso de Formação Política para Cristãos Leigos e Leigas, organizado pelo CEFEP;
  2. Que esteja na coordenação de uma Escola de Fé e Política Local ou Regional;
  3. Tenha disponibilidade para participar de reuniões remotas quinzenais, e fazer as articulações da região a qual está representando.

Após cinco encontros com as grandes regiões, chegou-se, finalmente, na nova composição da Coordenação Executiva, sendo:

 

 

 

Região Nordeste:

 Carla Caminha:  coordenadora da Escola Regional de Fé e Política “Padre Umberto Plummen”, da Regional Nordeste 2 da CNBB. Carla é mestranda em Gestão Pública e Gestão de Pessoas, bacharel em Serviço Social. Foi, também, diretora do Departamento Financeiro da Autarquia Educacional da Mata Sul (AEMASUL) e é ex-coordenadora do CREAS – Regional Mata Sul -,  entre os anos: 2012 e 2016, órgão da Secretaria de Desenvolvimento Social Criança e Juventude, do Governo do Estado de Pernambuco. Foi Professora da Faculdade de Formação de Professores da Mata Sul (FAMASUL) e da Faculdade de Ciências Sociais de Palmares (FACIP).

 

 

 

Região Norte

 Marcus Vinícius de Freitas Reis: coordenador da Escola de Fé e Política “Padre Luís Carlini”, da Diocese de Macapá/AP; doutor em Sociologia pela Universidade Federal de São Carlos e docente do Curso de Mestrado Acadêmico em História Social, Mestrado Profissional de Ensino de História UNIFAP, e do curso de Graduação em Relações Internacionais e História da Universidade Federal do Amapá (UNIFAP). Marcus é, também, docente da Especialização em Estudos Culturais e Políticas Públicas e editor da Revista Tempo Amazônico, ligado à ANPUH -AP, além de liderar o Centro de Estudos de Religião, Religiosidades e Políticas Públicas (CEPRES).

 

 

 

Região Sul

 Rita Casiraghi Moschen: é coordenadora da Escola de Formação, Política e Trabalho da Diocese de Caxias do Sul/RS. Rita é formada em História com especialização em História do Brasil pela Universidade de Caxias do Sul, e atuou como professora, por 34 anos, na rede pública municipal de Caxias do Sul. Desde 2011, está ligada a EFFPT, primeiro como aluna e, depois, como integrante da equipe de coordenação, sendo atuante, também, em movimentos sociais e sindicato de servidores municipais.

 

 

Região Centro-Oeste

Renê Miotto:  foi um dos coordenadores da Escola de Fé e Política, da Diocese de Ji-Paraná/RO; foi aluno da 5° turma do CEFEP, obtendo o título de Especialista em Formação Política para Cristãos Leigos, pelo CEFEP. É Especialista em  Docência no Ensino Superior, e bacharel em Administração, atualmente residindo em Brasília/DF.

 

 

Região Sudeste

Luiz Eduardo de Souza Pinto:  assessor da Escola de Formação em Fé e Política e membro da Comissão Sociopolítica, da Arquidiocese de Montes Claros; é graduado em Administração e em Ciências Sociais, pela Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) e pós-graduado em Pedagogia Empresarial; Filosofia; Sociologia e Política (todos pela Universidade Estadual de Montes Claros). Atualmente é pós-graduando em Formação Política para Cristãos Leigos e Leigas, pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio/CEFEP. Luiz é Mestre em Ciências da Religião, pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-Minas) e doutorando em Sociologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e pela Pontifícia Università Gregoriana di Roma; integrante do Grupo de Pesquisa e Estudos em Metodologia das Ciências Sociais, Violência e Criminalidade (Unimontes), do Observatório das Desigualdades e Discriminações Étnicos-raciais (Unimontes) e do Grupo de Estudos Religião, Gênero e Debates Contemporâneos (UFMG), além de ser assessor da Escola de Formação em Fé e Política e membro da Comissão Sociopolítica da Arquidiocese de Montes Claros.

 

 

Confiantes da plena realização da missão a que foram escolhidos os novos coordenadores e coordenadoras regionais, nós, membros do CEFEP, sentimo-nos motivados a dar continuidade, de maneira ainda mais integrada, aos trabalhos que desenvolveremos neste triênio.