CEFEP se faz presente na 40° Assembleia Geral do CNLB

O CEFEP esteve presente na 40° Assembleia Geral Ordinária do Conselho Nacional do Laicato do Brasil, o CNLB. Além de vários cefepianas/os (lideranças que fizeram o Curso Nacional e continuam vinculadas ao CEFEP) e também coordenações das Escolas Locais de Fé e Política Padre Paulo Adolfo Simões, secretário executivo do Centro participou do evento.

Na ocasião, o secretário executivo foi convidado a falar sobre os trabalhos do CEFEP e sobre o projeto Encantar a Política, projeto que tem as duas entidades, juntamente como outras, como organizadoras da iniciativa.

É importante destacar que a relação entre CNLB e CEFEP é antiga e muitos frutos foram conquistados ao longo desta notável parceria.

A 40° Assembleia foi realizada nos dias 16 a 19 de junho na cidade de São Luís no Maranhão e contou com a presença de mais de 170 pessoas, representando as delegações de 18 Regionais da CNBB e também organizações de leigos e leigas que são filiadas ao Organismo.

O tema escolhido para essa Assembleia foi: “Sinodalidade e Missão: Cristãos leigos e leigas em saída para as periferias”. O lema proposto foi: “O caminho é este, é por aqui que vocês devem ir (Is, 30,21)”.

A assessoria da Assembleia ficou por conta do Padre Francisco Aquino Júnior, da diocese de Limoeiro do Norte no Ceará, um dos teólogos do Brasil que mais tem produzido na linha pastoral e sobre o laicato. Um destaque em sua fala foi a citação de uma mensagem do Papa emérito Bento XVI por ocasião da VI Assembleia Ordinária do Foro Internacional da Ação Católica, em Lasi na Romênia, no ano de 2012. Ele enviou o seguinte texto:

” A corresponsabilidade exige uma mudança de mentalidade, relativa, em particular, ao papel dos leigos na Igreja, que devem ser considerados não como ‘colaboradores’ do clero, mas como pessoas realmente ‘corresponsáveis’ do ser e do agir da Igreja. Por conseguinte, é importante que se consolide um laicato maduro e comprometido, capaz de oferecer sua contribuição específica para a missão eclesial, no respeito pelos ministérios e pelas tarefas que cada um desempenha na vida da Igreja, e sempre em comunhão cordial com os bispos.” (Doc. 105, n° 87)

 

Uma das indicações que o Pe. Aquino Júnior fez para a assembleia e para a presidência do CNLB foi a possibilidade da realização de uma primeira Conferência Eclesial do Brasil, proposta que recebeu grande apoio dos participantes e entrou na mensagem final do evento.

A assembleia ordinária do CNLB é realizada todos os anos de modo presencial, porém, devido a pandemia, as edições de 2020 e 2021 foram realizadas de modo remoto.

Em São Luís, aconteceu a eleição da nova Presidência e Conselho Fiscal do Organismo para o período de 2022 a 2025, sendo Sônia Gomes de Oliveira, reconduzida para um segundo mandato. A chapa que foi a única inscrita para o pleito, recebeu 114 votos de 117 possíveis.

Os delegados presentes também definiram o local da próxima Assembleia que ocorrerá no feriado de Corpus Christis de 2023 na cidade do Recife, sede do Regional Nordeste 2 da CNBB.