Você está aqui: Página Inicial Divulgação PEC DA ALIMENTAÇÃO É APROVADA PELA CÂMARA DOS DEPUTADOS

PEC DA ALIMENTAÇÃO É APROVADA PELA CÂMARA DOS DEPUTADOS

por Pietra Soares última modificação 12/11/2009 16:06

Foi aprovada em primeiro turno, na última semana, pelo plenário da Câmara dos Deputados, a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 047/2003, de autoria do senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE), que inclui o Direito Humano à Alimentação entre os direitos sociais da Constituição Federal. Atualmente o artigo 6º da Constituição prevê como direitos sociais a educação, a saúde, o trabalho, a moradia, o lazer, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a segurança, e a assistência aos desamparados.

Entre os 513 deputados, 377 participaram da votação. O resultado foi: 374 votos a favor, 2 contrários e 1 abstenção. Agora, a matéria segue para ser votada em segundo turno, após intervalo regimental de cinco sessões da Casa. A tendência é que a aprovação seja confirmada em segundo turno. Após a segunda aprovação, a PEC finalmente será promulgada pelo Congresso Nacional.

No Senado, a matéria foi aprovada em todas as instâncias e também pelo plenário em dois turnos. Toda proposta que altera a Constituição deve ainda passar por quatro votações em plenário, sendo duas vezes na Câmara e duas no Senado, precisando de 3/5 dos votos favoráveis.

Antes do anúncio do resultado, com a expressiva votação favorável, os deputados se revezavam na tribuna, defendendo a proposta. "Este era um débito que esta Casa tinha com o povo brasileiro há 21 anos", disse o deputado Nazareno Fonteles (PT-PI), presidente da Frente Parlamentar de Segurança Alimentar e Nutricional. "Esta Casa, portanto, está de parabéns", completou.

"A luta faz a lei", disse o deputado Chico Alencar (PSol-RJ), exibindo com uma mão a camiseta da campanha Alimentação, direito de todos. "Mas não basta votar, nós temos que fazer isso sair do papel e entrar para a vida", defendeu ele.

Com informações do Consea.

Fonte: CNBB
Ações do documento