Eleições 2020 e Carta ao Povo de Deus foram os temas do Seminário das Escolas

No final de semana, dias 26 e 27 de setembro, aconteceu, de forma virtual, o Seminário das Escolas de Fé e Política e Fé e Cidadania da articulação do CEFEP com os temas: Eleições 2020 e Carta ao Povo de Deus. Nos dois dias participaram mais de trinta escolas e uma média de 60 a 70 representantes entre o sábado e o domingo. Estavam representadas todas as grandes regiões do Brasil, do Amazonas ao Rio Grande do Sul, passando pelo Nordeste, Centro Oeste e Sudeste.

No primeiro dia, sábado à tarde, Dom Giovane Pereira de Melo, bispo de Tocantinópolis  – TO e presidente do CEFEP, explicitou o contexto e o conteúdo da “Carta ao Povo de Deus”, assinada por 152 bispos. A carta vem sendo considerada um grito profético do episcopado neste momento de “tempestade perfeita” por que passa o Brasil com uma “grave crise ecológica, econômica, de saúde e de governança, em grande parte causada pelo presidente da república”, como dizem os bispos na carta. O CEFEP, juntamente com o CNLB, CBJP e Nesp, de imediato manifestou apoio  incondicional ao conteúdo da carta, no que foi seguido por várias outras entidades eclesiais e da sociedade civil.

No domingo pela manhã o tema foi as Eleições Municipais de 2020 que acontecem num contexto totalmente novo devido à crise da pandemia da Covid 19 e da nova situação política por que passa o país. O assunto foi abordado por Durval Ângelo, da rede de assessores do CEFEP e atualmente conselheiro do Tribunal de Contas do estado de Minas Gerais. Em sua fala Durval destacou que “o momento atual não é de aprofundar, mas de alargar os horizontes, sobretudo no que tange à defesa da democracia. Destacou é preciso nos unirmos no apoio às candidaturas que defendam a democracia.

Nos dois dias de seminário dez escolas se inscreveram para narrar suas experiências de formação e de conscientização em ano eleitoral e os participantes “entraram” na fila do povo comentando os assuntos abordados, a vivência das próprias escolas e a situação política de seus territórios e do país.

Desta forma, aconteceu um rico momento de troca de experiências entre pessoas, que nas mais diversas partes do país, em realidades muito diferentes como a capital paulista e o interior de Rondônia, militam no mesmo campo de formação política de cristãos comprometidos com a vida, a democracia, a espiritualidade libertadora e o bem viver.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *