Encontro Nacional sobre “Economia de Francisco”

ENCONTRO NACIONAL SOBRE “ECONOMIA DE FRANCISCO

 

* João Mauro Bernardo

 

O Encontro Nacional sobre “Economia de Francisco” foi realizado pela Articulação Brasileira para Economia de Francisco – ABEF entre os dias 18 e 19 de novembro na PUC em SP.

Foi uma oportunidade única, momento maravilhoso, uma oportunidade de partilhar nossas experiências e aprender mais sobre o combate à pobreza, sobre a desigualdade social e Economia da felicidade. Como diz Frei Beto “Considero que esse será o evento mais importante do mundo no Século 21”

Um dos objetivos do Encontro foi que pudéssemos, à partir dele, e com outras colaborações que surgirão de eventos locais semelhantes em outras localidades do Brasil, levar para a cidade de Assis na Itália não só uma representação, mas também um documento final registrando a contribuição brasileira para o debate.

A Comissão para o Serviço da Vida Plena da arquidiocese de Pouso Alegre estará realizando seu Encontro de Economia de Francisco no dia 30 de Nov. de 2019.

O Encontro iniciou com uma Mística de abertura, mesas com os seguintes temas: Uma economia inspirada em Francisco e Clara, Pacto educativo e a Economia de Francisco

Queremos novos paradigmas: comercio justo e mudar de uma economia de competição para uma economia de colaboração, da exploração para a sustentabilidade, da acumulação para distribuição, produção de energias renováveis, limpas e distribuídas.

A Base da Economia de Clara e Francisco: economia solidária e popular, criativa e colaborativa. Na Economia de Francisco não há lugar para ganância e nem para acumulação. Defende o imposto sobre as grandes fortunas e pensar em um mundo menos desigual; Compromisso por uma transformação global, em uma ecologia integral, que tem por base cinco palavras: Ética, Economia, Ecologia, Educação e Estética.

E Painéis: As bases para uma economia não capitalista, as bases para um novo currículo para os cursos de Economia e Boas Práticas.

Propostas e experiências do Brasil: Orçamento Participativo, Bolsa Família, organizações comunitárias, moedas sociais, bancos comunitários, compras coletivas, instalação de um milhão de cisternas no semiárido, agricultura familiar e camponesa, agroecologia, agro florestas, cooperativas de produção. O importante é fazer o impossível a partir das coisas simples.

E no final dos dias aconteceram rodas de conversas onde houve a participação e colaboração de todos os participantes com suas experiências e contribuíram para a Formação da Carta Brasileira para a Economia de Francisco.

Encerrou com a Carta de Clara e Francisco, direto do Brasil para o Encontro Mundial em Assis – Itália, com nossas sugestões e experiências Brasileiras de Economias Solidarias e alternativas.

 

João Mauro Bernardo é natural de Brazópolis no Sul de Minas Gerais, foi três vezes escolhido pelos eleitores do município para o serviço de prefeito. É aluno da primeira turma do CEFEP e membro da Comissão para o Serviço da Vida Plena para Todos da arquidiocese de Pouso Alegre. Juntamente com mais 11 pessoas da arquidiocese participou do Encontro Nacional Economia de Francisco em São Paulo nos dias 18 e 19 de Novembro passado. É autor de dois livros: “Uma Experiência de Fé e Política” e “O poder para Transformar”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *