Escola Fé e Política Irmãos Juvenal Bomfim e Gabriel Hofstede, conclui mais um módulo,com o tema “Jesus, o Reino e a Política”.

Neste final de semana, 16 e 17 de junho de 2018, realizou-se mais um módulo formativo da Escola Fé e Política Irmãos Juvenal Bomfim e Gabriel Hofstede, com o tema “Jesus, o Reino e a Política”. Estavam reunidos no Recanto Franciscano Nossa Senhora de Guadalupe- Sítio Cruz, alunos desta escola e da Escola Bíblica Frei Juvenal.          O encontro teve início com momento de oração, meditando sobre a missão de Maria ao lado de Jesus. Logo após acolhemos com alegria Pe. Gabriel (um de nossos patronos), que reforçou a missão da Escola, e o convite para participação no Grito dos Excluídos, denunciando as injustiças praticadas contra nosso povo.

“Venha o Teu Reino”, com este pedido da oração do Pai Nosso, Hermínia Boudens, do Santuário das Comunidades, iniciou as reflexões sobre o Reino de Deus e seus sinais no Antigo e Novo Testamento e nos dias atuais. Em quatro grupos, a turma partiu para estudar passagens bíblicas dos evangelhos de Mateus, Marcos e Lucas. Tinham a missão de discutir as ações políticas dos doutores da Lei e dos Fariseus, bem como o posicionamento de Jesus. Na socialização foi possível observar ainda as propostas de governo das autoridades da época e do próprio Jesus. À tarde, continuamos o estudo, dessa vez com o apoio do texto “O Reino de Deus e o poder político” de Mauricio Abdalla.

No fim da tarde fizemos uma roda de conversa, para apresentar os projetos de intervenção. Nosso objetivo é ajudar os alunos a melhorar a realidade local. Dos temas apresentados, os mais comuns são o do tratamento do lixo e a Segurança Pública. À noite, como bons nordestinos, demos boas risadas com o casamento matuto e a tradicional quadrilha junina.

O domingo foi dedicado a pensar as ações concretas que já fizemos ou podemos fazer para viver o Reino de Deus. O cuidado com os pobres, garantindo acesso a políticas públicas de qualidade, tem sido realizado de diversas formas por nossos alunos. Além disso, estes têm cada vez mais clara a necessidade do processo de formação de base para melhorar a nossa sociedade. Seguimos para casa alimentados da Palavra e da Eucaristia celebrada junto à comunidade local, e na certeza de que é cada vez mais necessário o nosso protagonismo na realização do pedido: “Venha o Teu Reino”.