Sínodo da Amazônia: notícia de espionagem do governo gera nota da Comissão Brasileira de Justiça e Paz (CBJP)

A Comissão Brasileira de Justiça e Paz, através do seu Observatório de Política, divulga nota sobre as notícias de espionagem do governo brasileiro sobre o Sínodo para a Amazônia que acontecerá no Vaticano em Outubro deste ano.

Sínodo é uma experiência antiga da Igreja, retomada como prática pelo Concílio Ecumênico Vaticano II. É uma reunião interna da Igreja, da qual participam bispos nomeados pelo papa e eleitos pelas conferências episcopais. O Papa Francisco convocou um sínodo para a Amazônia ainda em 2017. A finalidade desta reunião é discutir a Evangelização na região, que envolve nove países da América do Sul, inclusive o Brasil. O documento final do sínodo deverá apontar os caminhos da evangelização para  essa realidade, considerada a biodiversidade mais rica do planeta e habitada por inúmeros povos indígenas que convivem harmonicamente com a floresta.

A notícia de que o governo brasileiro está preocupado com o sínodo e por isso estaria espionando as reuniões preparatórias  que acontecem na região mostram o grau de importância e de interesse que envolve a Amazônia.

 

Nota do Observatório da Política da CBJP (ARQUIVO PDF)

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *