PROJETO ENCANTAR A POLÍTICA DESENVOLVIDO PELO CEFEP E PARCEIROS É APROVADO NA REUNIÃO DO CONSELHO PERMANENTE DA CNBB

Durante a última reunião do Conselho Permanente da CNBB, realizada de modo virtual, no dia 23 de março, foi apresentado o projeto Encantar a Política, que trata da formulação de um subsídio de formação política, parar as eleições de 2022, e que se estenderá para as próximas eleições.

O projeto é a continuidade de uma iniciativa semelhante, desenvolvida para as eleições de 2020 e que, após um amplo processo avaliativo, propõe para esse ano, um novo conjunto de materiais.

O desenvolvimento do projeto está sendo construído por meio da parceria entre o CEFEP, o Conselho Nacional do Laicato do Brasil – CNLB,  a Comissão Brasileira de Justiça e Paz – CBJP, o Núcleo de Estudos Sociopolíticos – NESP/PUC-Minas para outras redes e organizações: Comissão Episcopal para o Laicato – CEPL/CNBB, Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Sociotransformadora – CEPAST/CNBB, Movimento Nacional de Fé e Política, Rede Brasileira de Fé e Política – REFEP, 6ª Semana  Social Brasileira, Pastoral da Juventude  – PJ, Pastoral da Juventude no Meio Popular – PJMP, Padres da Caminhada,  Rede Brasileira Justiça e Paz e outras organizações participantes delas.

Sônia Oliveira – Presidente do CNLB

A apresentação do projeto, realizada na reunião do Conselho Permanente da CNBB, foi feita por Dom Geovani Pereira de Melo, bispo de Tocantinópolis (TO), Presidente da Comissão Episcopal para o Laicato da CNBB e do CEFEP, por Sônia Oliveira, Presidente do CNLB e pelo Padre Paulo Adolfo Simões, Secretário-Executivo do CEFEP.

O subsídio apresentado recebeu contribuições do arcebispo de Belo Horizonte e presidente da CNBB, Dom Walmor Oliveira de Azevedo, da assessoria política da Conferência e de membros do Conselho Permanente.

O Conselho Permanente aprovou o projeto e sugeriu ainda que ele seja amplamente aprofundado e assumido por toda Igreja do Brasil, em conjunto com a Cartilha de Orientação Política da CNBB, que está sendo preparada pelo Regional Sul 2.

O projeto completo contempla um caderno de formação política para as Eleições de 2022, que terá sua versão impressa e também será disponibilizado para download em um hotsite, que contará ainda com vídeos, podcasts, cards para redes sociais e declarações de dioceses, além outros subsídios.

Também faz parte do projeto, a promoção do curso sobre Planejamento de Campanha Eleitoral, em parceria com a Escola Casa Comum, ligada ao NESP da PUC-Minas, que visa contribuir na organização e eficácia dos resultados eleitorais, das candidaturas cristãs e populares, e que já conta com a formação da sua terceira turma do curso.